BLOG

Acompanhe os Artigos de JR.Cristofani

(0 votos)

O que são os quatro pilares da Educação?

Em geral, os artigos que lemos sobre os quatro pilares da educação se limitam a dizer QUAIS são eles. Enumeram os quatro e dedicam umas poucas linhas sobre cada um deles.

Apesar de instrutivos, esses textos raramente avançam para outras perguntas sobre os quatro pilares. Por isso, me senti animado a responder, de forma breve, a uma outra pergunta: O que são os quatro pilares da educação? Pergunta, aliás, bastante necessária, pois quer saber qual é a concepção dos pilares tal como apresentados no Relatório Jacques Delors da UNESCO.

É, portanto, uma pergunta que amplia nosso conhecimento relativamente aos quatro pilares.

 

cristofani os quatro pilares da educacao

Uma citação do Relatório Jacques Delors é suficiente para resumir os bem conhecidos quatro pilares da educação, como segue:

Para poder dar resposta ao conjunto das suas missões, a educação deve organizar-se em torno de quatro aprendizagens fundamentais que, ao longo de toda a vida, serão de algum modo para cada indivíduo, os pilares do conhecimento: aprender a conhecer, isto é adquirir os instrumentos da compreensão; aprender a fazer, para poder agir sobre o meio envolvente; aprender a viver juntos, a fim de participar e cooperar com os outros em todas as atividades humanas; finalmente aprender a ser, via essencial que integra as três precedentes. É claro que estas quatro vias do saber constituem apenas uma, dado que existem entre elas múltiplos pontos de contato, de relacionamento e de permuta. (pp.89-90)

 

O que são os quatro pilares?

Pautado no mesmo Relatório Delors, acima mencionado, encontramos nessa citação e espalhadas pelo relatório, as seguintes concepções acerca dos quatro pilares:

 

A primeira concepção sobre os pilares, e talvez a mais importante, é que eles são vistos como as bases da educação. Dai deriva as demais compreensões sobre a natureza mesma dos quatro pilares, pois como bases da educação, podem servir para a formulação de princípios, fundamentos e procedimentos que orientam as escolas na organização, articulação, desenvolvimento e avaliação de suas propostas pedagógicas. Em suma, os quatro pilares funcionam como diretrizes ou parâmetros para a educação.

A segunda concepção acerca dos pilares, e provavelmente a mais óbvia, é que se trata de quatro aprendizagens fundamentais, que permitem à educação dar resposta ao conjunto da sua missão. Aqui, os quatro pilares estão alinhados com a nova concepção ampliada de educação, que deixa de ser apenas instrumental e passa a ser considerada em toda a sua plenitude para a realização da pessoa na sua totalidade, tendo-se em conta que aprendizagem é um processo que envolve a aquisição e desenvolvimento de competências, habilidades, conhecimentos, atitudes, valores e crenças. Sim, uma nova percepção de educação centrada muito mais na aprendizagem do que no ensino.

A terceira concepção a respeito dos pilares, que decorre naturalmente da anterior, é que eles são tidos como pilares do conhecimento. Não apenas aprendizagens, mas aprendizagens que funcionam como suportes necessários para o conhecimento que deve ser construído para toda a vida. Conhecimento, aqui, engloba o conhecimento dos saberes, do ambiente, do outro e de si mesmo.

A quarta concepção quanto aos pilares, e isso os torna um caminho a percorrer, é que eles se constituem em vias do saber. Com isso se quer mostrar, de forma clara, que o caminho, por vezes não tão suave da educação, está aberto ao futuro e precisa ser percorrido. E cabe à educação fornecer, de algum modo, os mapas de um mundo complexo e constantemente agitado e, ao mesmo tempo, a bússola que permita navegar através dele.(p.89)

A quinta concepção com relação aos pilares, que amplia sua função na educação, é que eles são elementos estruturantes de um ensino estruturado. Os quatro pilares servem de esquema em torno dos quais os conteúdos e métodos podem ser pensados e planejados e organizados. Assim, os pilares ajudam a organizar a diversidade de percursos educativos ajudando a repensar e ligar entre si as diferentes sequências educativas e a propor um ordenamento de maneira diferente as transições ao longo da vida.

Portanto, à pergunta: O que são os quatro pilares da Educação?

Podemos responder que, entre outras noções, os quatro pilares da Educação devem ser vistos como: primeiro, como as bases para a educação; segundo, como quatro aprendizagens fundamentais; terceiro, como pilares do conhecimento; quarto, como vias do saber e quinto, como elementos estruturantes.

É importante dizer que essas cinco concepções sobre os quatro pilares da educação estão conectadas, se interdependem e interagem umas com as outras de forma a ampliar a natureza dos pilares e não podem viver separadas umas das outras.

É claro que uma leitura de todo o Relatório Delors e não apenas do capítulo 4, vai revelar, certamente, outras concepções dos quatro pilares da educação, que podem se juntar às cinco que eu apresentei.

Fica a tarefa!

Baixe o infográfico deste textos aqui

Lido 1187 vezes Última modificação em Terça, 26 Dezembro 2017 10:42
JR.Cristofani

PhD em Teologia, Mestre em Antigo Testamento, Especialista em Educação e Novas Tecnologias.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Busca

E-book para Presbíteros

capa nova 250

Apenas R$ 9,90 - Compre aqui!


O autor apresenta uma abordagem nova e esclarecedora sobre a importância da liderança responsável e consciente do presbítero numa sociedade carente e pobre de valores. Leitura indispensável para presbíteros e pastores.

Leia um preview do livro: Exercendo o presbiterato por meio de relacionamentos

Categorias